Criação. 25 MAI 2021

«O modelo está feito e é só modernizarmos!»

Confira o depoimento de Pedro Torres, equitador, cavaleiro internacional e Campeão do Mundo de Equitação de Trabalho, no âmbito do desafio lançado por Bruno Caseirão com o tema "Cavalo Lusitano: o que preservar, modificar e inovar?".


Tempo de Leitura: 4 Min

Pedro Torres e Oxi

«É com muito gosto que partilho o meu parecer nesta análise sobre o cavalo lusitano.

Preservar 
Ao longo da minha vida tive a sorte de poder montar bons exemplares da raça lusitana, cavalos com uma montabilidade única e uma generosidade que não se encontra noutras raças. 

Devido à minha actividade como professor de equitação a nível internacional e viajando pelo mundo com bastante regularidade há mais de dezoito anos, tenho tido a oportunidade de conhecer cavalos das mais variadas raças, dando-me uma grande experiência de avaliação sobre a qualidade equestre mundial.

Em Portugal ao longo dos anos, tenho-me deparado com uma evolução equestre muito orientada para a Dressage, talvez devido ao valor que esses exemplares atingem, mas fico contente por haver criadores que mantêm uma linha de selecção redireccionada para a funcionalidade e versatilidade do cavalo Lusitano. Selecção esta que, desde outras épocas já se fazia para cavalos de toureio, cavalos com um equilíbrio e uma elasticidade capaz de se deslocarem com ligeireza e graciosidade, aguentar pressão mantendo a calma, facilidade em carregar peso nos posteriores e uma vontade fantástica de querer agradar o seu cavaleiro.

Ao longo da minha carreira cruzei-me com alguns cavalos com estas descrições, cavalos esses que devido à sua selecção seguiam as ajudas dos seus cavaleiros sem hesitar mostrando uma montablidade única e uma facilidade em aprender superior a outras raças. 

Modificar
É difícil quando já se gosta do que existe! A raça lusitana é muito versátil deixando assim espaço para se criar na direcção que os seus criadores optarem. O cavalo lusitano já provou ser capaz de desempenhar as mais variadas funções com qualidade e distinção, ganhando respeito quer no desporto quer na equitação clássica de lazer. 

Pessoalmente espero que haja criadores que continuem a produzir e a seleccionar cavalos com estas características, pois disponibilizam o tipo de cavalo com o qual milhares de pessoas se identificam, inclusive eu. Aquele cavalo que os antigos diziam ser possível de se montar com o pensamento!

Hoje em dia fala-se muito em Dressage e em competição, mas quero recordar que um carro de competição não é um carro agradável de se conduzir. Cada vez mais aparecem cavalos seleccionados para ter um bom desempenho no rectângulo de Dressage e cada vez mais se fazem cavalos de maior porte. Verdade que a população mundial tem vindo a crescer tal como as suas opções e escolhas pelas modalidades e certas características do cavalo em si, mas era bom não perdermos a específica característica do cavalo lusitano... leve, agradável e fácil de se montar... transformando-se em qualidades pelas quais muita gente no mundo se apaixonou. 

Inovar
Existem várias marcas de carros que reeditaram modelos antigos de sucesso e que venderam imenso (e continuam a vender), como exemplo o Mini e o Fiat 500. Penso que a inovação passa por aqui, o modelo está feito e é só modernizarmos! Deixo essa parte para os criadores.»

Pedro Torres

QUER SABER MAIS SOBRE A CATEGORIA

Insira o seu e-mail e receba todas as novidades