RIP. 09 ABR 2021

FEI presta homenagem ao Príncipe Filipe

O duque de Edimburgo o presidente da FEI que mais tempo exerceu (1964-1986), faleceu esta manhã.


Tempo de Leitura: 1 Min

Principe filipe

A Federação Equestre Internacional deixa o seu tributo ao Príncipe consorte de Inglaterra, hoje falecido, num comunicado em que recorda o seu trabalho dedicado ao desenvolvimento da equitação.

Presidente da FEI de 1964 a 1986, foi sucedido nos anos seguintes pela filha, a Princessa Ana, e deixou marca em vários eventos, nomeadamente na introdução da disciplina de Atrelagem. Ajudou a uniformizar as regras internacionais e foi ele próprio um concorrente de destaque, tendo ganho o ouro por equipas no Campeonato do Mundo de Atrelagem em 1980, bem como bronze em 1978, 1982 e 1984.

Foi ainda um grande apoiante da criação da Taça das Nações de Saltos de Obstáculos, assim como da Taça do Mundo de Saltos nos anos 70. Teve ainda um papel fundamental na criação dos Jogos Equestres Mundiais, muitos anos antes da sua primeira edição, em Estocolmo, em 1990.

Foi ainda jogador de pólo na Marinha nos anos 40, tendo chegado a ser um dos dez melhores jogadores do mundo. A sua paixão pelo mundo hípico foi partilhada com a esposa e com os filhos, particularmente o Príncipe Carlos, que foi jogador de pólo, e a Princesa Ana, que conseguiu o ouro individual no Europeu de CCE em 1971, entre outras medalhas. Também a neta, Zara Tindall foi campeã do mundo de CCE em 2006 e vice-campeã olímpica por equipas nos Jogos Olímpicos de Londres em 2012.

Desta forma, a FEI - assim como a Revista Equitação - endereça os seus sentimentos à Família Real Britânica e junta-se à comunidade equestre neste dia triste para todos.

 

Autor:

Cátia Mogo

catiamogo@invesporte.pt

QUER SABER MAIS SOBRE A CATEGORIA

Insira o seu e-mail e receba todas as novidades