Criação. 11 NOV 2020

«É de louvar o que melhore as qualidades físicas e dos andamentos»

Confira o depoimento de Luís Valença, Mestre de Equitação – Arte Equestre Portuguesa, no âmbito do desafio lançado por Bruno Caseirão com o tema "Cavalo Lusitano: o que preservar, modificar e inovar?".


Tempo de Leitura: 4 Min

luis_valença_2020_PaulaPaz

(c) Paula Paz

«Começando pela celebre frase do Duque de Newcastle; “Cavalo de Rei num dia de Vitória” …, na realidade, a sua qualidade, beleza e interação com o cavaleiro; leva-nos a outra frase “O melhor companheiro do homem desde sempre e o grande vector da civilização humana. Grande Criação de Deus”. Todas estas qualidades levaram-me a que a minha vida profissional se dedicasse ao ensino deste nobre animal, cada vez mais a apreciá-lo e a respeitá-lo!

Nas premissas aqui mencionadas vou mudar a sua ordem pela grandeza da sua importância, de onde assim será:

Preservar, inovar e modificar

Preservar – aquilo que ele representou durante centenas de anos, provocou o enriquecimento dos exércitos, das táticas de combate e a influencia de grandes escultores, pintores do mundo da Arte.

No Séc. XVIII, com o grande salto evolutivo da equitação, veio-nos provar que o seu ensino muito se desenvolveu pelas suas qualidades de flexibilidade, ligeireza, rapidez, compreensão e beleza. Com isto, nasceu o mundo da arte equestre em que o cavalo Lusitano é Rei!

Os tempos passaram e a utilização do Lusitano, através da tauromaquia continua a ser selecionado pelos mesmos motivos, tendo este processo tauromáquico sendo aproveitado para a selecção dos bons reprodutores da raça.

Continuam a decorrer os anos e a sua versatilidade começa a adaptar-se às novas disciplinas como o ensino, tendo este dado a esta disciplina uma extraordinária evolução, aproveitando as suas qualidades e a sua extraordinária faculdade para o rassembler, onde os coeficientes muito contam para a pontuação final.

Inovar – Creio que outras modalidades tiveram intervenção positiva como, por exemplo, a disciplina de HorseBall e mais recentemente a de Equitação de Trabalho, que tantas honrarias tem trazido ao país, o que abriu portas a novos competidores, realçando que na Atrelagem foram Campeões do Mundo, uma vez mais, devido às suas excepcionais qualidades que muito se acertam neste tipo de competições!

Também como animal de respeito ao serviço do exército da GNR, não só em Portugal como também em muitos outros países para onde ele é requisitado!

Nos Obstáculos, são óptimos companheiros para os jovens que ingressam esta disciplina, uma vez mais pelo seu dócil carácter e facilidade de manuseamento e a sua prontidão no acto de transpor obstáculos!

Todas estas qualidades são apreciadas no mundo inteiro não pelo percentual quantitativo mas pelas características únicas desta raça.

Modificar – Creio que tudo que seja para o melhoramento das suas qualidades físicas, dos seus andamentos é de louvar…

No entanto, respeitando sempre os padrões da raça que são a base do seu sucesso milenário, tão eclético!

Termino com um pensamento do maior promotor do cavalo Lusitano que foi Mestre Nuno Oliveira que um dia nos escreveu: “A Magia da Vida, encontrei-a com o ensino deste cavalo e a sua cumplicidade que sempre me foi transmitida por ‘ele’...”

Bem hajam em nome deste fantástico animal que é o “Cavalo Lusitano”!»

Luís Valença

Luis+Sultão_2

QUER SABER MAIS SOBRE A CATEGORIA

Insira o seu e-mail e receba todas as novidades