Dressage. 09 MAR 2020

João Torrão e Equador MVL conquistam GP do CDI3* na Costa do Estoril

João Torrão e Equador MVL conquistaram o Grande Prémio e o GP Especial do CDI3*, que decorreu no fim-de-semana, no Centro Hípico da Costa do Estoril.


Tempo de Leitura: 4 Min

João Torrão e Equador MVL - c Rui Godinho

Foto: © Rui Godinho

O Centro Hípico da Costa do Estoril recebeu de 5 a 8 de Março, a 3.ª edição do Concurso de Dressage Internacional (CDI) de 3*, concurso de apuramento para os Jogos Olímpicos e para o Campeonato da Europa, e à semelhança do ano anterior, João Torrão e Equador MVL voltaram a brilhar mais uma vez no Grande Prémio e no GP Especial.

O Lusitano de 11 anos, propriedade de Diogo Lima Mayer, montado pelo cavaleiro português garantiu a vitória com 74,978%, a pontuação mais alta que já obtiveram num Grande Prémio.

“Foi de facto o culminar do longo percurso desde que o João Torrão começou a montar o Equador MVL e, nomeadamente, um ano de trabalho desde que o cavalo se estabeleceu a este nível do Grande Prémio. Notámos uma maior consistência e equilíbrio, já mais próximo do pretendido, e uma grande evolução do cavalo nos últimos tempos, mas não esperávamos já uma pontuação deste nível”, referiu Diogo Lima Mayer à EQUITAÇÃO.

O proprietário de Equador MVL acrescentou ainda que “comparativamente com o ano anterior o João Torrão entra no segundo ano do Grande Prémio com mais estabilidade, com mais técnica e conhecimento, e isso também permite-lhe realizar a prova de uma outra forma e buscar pontos onde não ia buscar, mas falta um longo caminho pela frente e vamos continuar a trabalhar”, concluiu.

Embora esta pontuação tenha sido a mais alta num GP, traduzindo-se assim num recorde nacional, lembre-se que a mais elevada, que o conjunto treinado por Coralie Baldrey conseguiu alcançar foi no GP Freestyle do CDIW de Mechelen (Bélgica), 78,870%. Sendo a segunda melhor nota, 75,787%, atribuída em Hickstead (Inglaterra) no Grande Prémio Especial.

Diogo Lima Mayer também destacou “a óptima organização do concurso e o ambiente saudável que se viveu durante o fim-de-semana.” Referindo ainda que “a modalidade (Dressage) tem vindo a afirmar-se cada vez mais com cavalos Lusitanos e neste concurso particularmente vimos muitos cavalos Lusitanos a pontuar muito alto em vários níveis, mesmo com cavaleiros estrangeiros”, rematou.

Com um total de 21 conjuntos, o segundo lugar pertenceu ao francês Bertrand Liegard com  Star Wars (70,783%) e o terceiro ao espanhol José António Garcia Mena, na sela de Sorento , (70,326%).

No GP Especial a vitória coube mais uma vez a João Torrão, novamente com Equador MVL, com uma média de 74,830%. A segunda posição foi ocupada pelo francês Arnaud Serre com Vistoso de Massa (73,340%) e completou o pódio o português Vasco Mira Godinho com Garrett (69,660%).

João Torrão e Equador MVL - c Rui Godinho (1)

© Rui Godinho

Na Intermediária A e B, José António Garcia Mena com Gladiador do Lis, foi o único a competir e alcançando na primeira 72% e na segunda 73,297%. Já na Intermediária I, assim como na prova de São Jorge, foi o espanhol Claúdio Castilla Ruiz com Lario que dominou, terminando com 70,088% e 71,588%, respectivamente. Mas na Intermediária I Kur a vitória pertenceu ao português Tiago Alves com Ramon (69,14%).

Em Jovens Cavaleiros classificou-se em primeiro a portuguesa Catarina Costa, na sela de Kut'n Move, com uma pontuação final de 69,900%. Já nos Sub-25 triunfou a espanhola  Lara Insa Alcarez na montada de Don Diago.

 

Resultados completos aqui

Autor:

Ana Rita Moura

anaritamoura@invesporte.pt

QUER SABER MAIS SOBRE A CATEGORIA

Insira o seu e-mail e receba todas as novidades