Revista Equitação. 24 ABR 2018

Luso Pecus - Guardar, para prosperar

Situado em pleno coração da Companhia das Lezírias, a Luso Pecus é o primeiro centro de colheita de sémen registado em Portugal. A EQUITAÇÃO foi conhecer as instalações e o trabalho aí realizado.


Tempo de Leitura: 7 min

É de sorriso na cara que José Carlos Duarte nos vem receber junto à cancela. Médico veterinário desde 1980, sempre trabalhou na área da reprodução de equinos. "A partir do início da década de 90 comecei a aperceber-me que a genética do nosso cavalo lusitano era muito apreciada, particularmente por criadores estrangeiros. A única maneira de perpetuar essa genética e exportá-la era criar um Centro certificado onde pudesse desenvolver essa actividade e, embora com dificuldades várias, assim consegui." Feitos os registos em Portugal e na União Europeia, em Dezembro de 2007 a Luso Pecus começa então a trabalhar como centro de recolha e congelação de sémen equino e não foi preciso esperar muito para aparecerem os primeiros clientes. "O Violino, ferro Sociedade das Silveiras e o Peralta dos Pinhais, em 2008, foram os primeiros", recorda o Dr. José Carlos Duarte, enquanto nos mostra as instalações.

Dr José Carlos Duarte

A clínica está apetrechada com equipamento de ponta e desde que iniciaram esta actividade já exportaram mais de 1.500 doses de sémen congelado, tendo trabalhado com diversas raças. "O principal país importador é o Brasil que compra mais que toda a Europa junta, aparecendo ainda compradores de fora da Europa, entre eles os EUA, cada vez com mais força. A Austrália por ser um continente tão distante merece uma referência, também já fez uma importação. Na Europa temos países como a França, Holanda, Alemanha que compram com regularidade", avança o médico veterinário, para quem existem mais valias de diversas naturezas em recorrer a este serviço. Nomeadamente: "a genética do cavalo pode continuar a ser utilizada mesmo depois da sua morte ou da sua venda, temos connosco sémen de cavalos que infelizmente já faleceram e continuam a ter filhos. Os cavalos com agendas desportivas, podem continuar a ter filhos sem se dedicarem, como antigamente, a fazerem épocas inteiras ligados à reprodução. Ficam assim mais concentrados com os seus cavaleiros nas provas que têm que efectuar assim como nos planos de treino diariamente pré-estabelecidos. Outra mais valia é a de a Coudelaria ou o proprietário do garanhão poder vender o seu cavalo para o mundo comprador, continuando com ele em casa, efectuando na sua conta de exploração um valor acrescentado que antes do Centro não era possível praticar ou obter. A possibilidade de nascerem filhos de um cavalo em qualquer parte do globo, aproxima as pessoas. Os criadores e proprietários acabam por se visitar e alargam os seus conhecimentos em termos de países de destino e culturas, discutindo sobre determinada égua, qual a melhor genética a aplicar... Há também, nesta actividade, uma componente social não directamente reconhecida mas real e importante."

Desde que seja bem preservado (acondicionado em nitrogénio líquido), o sémen congelado tem uma duração ilimitada no tempo podendo ser utilizado em várias gerações de animais nas Coudelarias.

Luso Pecus_Recolha de sémen

Como tudo se processa

Para além de José Carlos Duarte integra a equipa de veterinários a Dr.ª Cristina Cosinha (na Direcção Técnica e na empresa desde o primeiro dia) e a Dr.ª Joana Maltez, a quem se junta o Sr. Armando, tratador, já com 75 anos de idade e outros tantos de casa. "Já faz parte da mobília", graceja o Dr. José Carlos Duarte.Luso Pecus_ Dr Joana Maltez

O processo de retirar o sémen e congelar decorre sempre nas instalações do Centro onde os cavalos dadores são recolhidos. Antes de tudo começar "são sujeitos a uma obrigatória bateria de análises que mais tarde lhes confere a possibilidade de serem exportados para os países de destino ao abrigo de condições sanitárias insuspeitas. O processo de recolha decorre em sala sobre manequim, onde o cavalo se encabrita e através de uma vagina artificial é-lhe colhido o ejaculado. Esse ejaculado é conduzido para o laboratório anexo à sala de colheita, onde decorre todo o processamento até à congelação (diluições, análises da concentração e mobilidade, centrifugação e acondicionamento nas palhinhas que depois serão utilizadas sobre as éguas)", explica o proprietário da Luso Pecus.

Embora não haja um número mínimo de doses exigida, José Carlos Duarte aconselha que não se inicie um projecto de congelação com menos de 10 doses, "para diluir custos de estadia, de análises laboratoriais e ensaios de congelação, que são actividades que fazem parte dos protocolos de congelação e sempre têm algum custo."

A Luso Pecus pode também auxiliar, posteriormente, na inseminação das éguas com o sémen retirado (fresco ou congelado). No dia da visita da EQUITAÇÃO às instalações da clínica encontravam-se no local diversas éguas para esse propósito, com a Dra. Cristina a examiná-las, durante a manhã, a fim de verificar qual o estado do processo de ovulação, para que a inseminação possa vir a ter o maior sucesso possível. Entre ecografias e saídas para visitar éguas em casa de proprietários, encontrou tempo para conversar connosco. "Nesta altura do ano é uma azáfama" afirma com o ar de satisfação que só tem quem realmente gosta do que faz. "É um trabalho que é diferente todos os dias, não há fins-de-semana nem feriados, mas é gratificante! Quando, no final, os resultados são bons, compensa!"

Luso Pecus_Palhetas e contentor

Sendo que a maioria dos cavalos que recebem são de raça Lusitana (cerca de 95%), há uma década na Luso Pecus, a médica veterinária tem notado uma evolução na qualidade do sémen dos garanhões, o que facilita o seu trabalho. "Quando começámos nesta actividade, os garanhões a quem congelámos sémen eram de uma linha mais antiga, onde havia uma maior consanguinidade e, por isso, acabávamos por ter algumas dificuldades em trabalhar o sémen, pois este tinha menos qualidade e não aguentava tão bem o processo do frio/congelação. Actualmente, penso que, por haver novos garanhões e menos consaguinidade, temos muitos cavalos novos com uma qualidade de sémen bastante superior à de há 10 anos. Também é verdade que houve uma evolução nos métodos de congelação (novos diluidores, ferramentas e técnicas), mas o que é certo é que, hoje em dia, é muito mais comum conseguirmos congelar o sémen dos cavalos que nos aparecem, e sémen de qualidade aceitável (mesmo quando comparado com outras raças)", explica. A ajudar a que os resultados finais sejam os desejados, estão também eguadas mais jovens, melhor alimentadas e tratadas, fruto da evolução que a criação tem tido no nosso país e que propiciam mais gravidezes e partos com sucesso.

Luso Pecus_Ecografia

Quando o sémen segue para fora das instalações (seja em Portugal ou para o estrangeiro), a Luso Pecus trata de todo o processo burocrático junto das autoridades do Ministério. "Somos facilitadores, tratando do processo sanitário e de expedição, visto que o sémen, tal como os embriões, são produtos vivos que têm que ser expedidos e viajar sob determinadas condições", assegura o Dr. José Carlos Duarte.

Para além dos serviços de recolha e congelação de sémen a clínica dispõe de um serviço de ambulatório com prática de radiologia digital, ecografia, dentisteria e clínica de ordem geral.

Dr Cristina Cosinha e Dr José Carlos Duarte

Autor:

Ana Filipe

anafilipe@invesporte.pt

QUER SABER MAIS SOBRE ESTE ASSUNTO?

Insira o seu e-mail e receba todas as novidades