Raides. 25 SET 2020

FEI suspende Federação dos EAU

O Conselho da FEI suspendeu a Federação Nacional dos Emirados Árabes Unidos (EAU) após uma investigação detalhada sobre as circunstâncias em que se realizaram dois CEN em Janeiro e Fevereiro de 2020.


Tempo de Leitura: 4 Min

logo FEI

Em causa está a Taça Sheikh Mohammed e a President's Cup, que deveriam ter sido realizadas como CEI, pois o número de atletas estrangeiros excedeu em muito a cota permitida para Eventos Nacionais.

De acordo com o Artigo 101 dos Regulamentos Gerais da FEI, os Eventos Nacionais devem ser limitados a não mais do que quatro Federações Nacionais (FN) e/ou mais de 15 Atletas estrangeiros, além de "Atletas que vivem fora do seu país de nacionalidade" (Artigo 119.6 do Regulamento Geral FEI). No entanto, neste caso em particular, a investigação conduzida pela Bird & Bird LLP, descobriu que um total de 93 atletas estrangeiros de 24 diferentes FNs participaram da Taça Sheikh Mohammed de 2020 e um total de 88 atletas estrangeiros de 21 diferentes participaram na President's Cup de 2020.

A FEI considera que a Federação dos EAU violou as suas regras, em concreto, os Artigos 101, 109.2 e 100.7.2 dos Regulamentos Gerais e o Artigo 2.8 dos Estatutos da FEI.

No caso da Taça Sheikh Mohammed, as violações foram consideradas intencionais, e no caso da President's Cup, as violações foram consideradas no mínimo negligentes. O Conselho também concluiu que a razão para reclassificar os eventos como CENs era evitar a aplicação das novas Regras de Resistência Equestre da FEI que estavam programadas para entrar em vigor em 1 de Janeiro de 2020.

Dada a gravidade das violações, o Conselho da FEI, e de acordo com o Artigo 8.3 dos Estatutos da FEI, a Federação dos EAU será suspensa com efeito a partir de 24 de Setembro de 2020 da seguinte forma:

  • Suspensão total da Federação dos EAU (de todas as actividades em todas as disciplinas da FEI) até 31 de Dezembro de 2020

  • Suspensão das actividades da Federação dos EAU em relação à disciplina de Resistência Equestre até 31 de Março de 2021

A suspensão também afecta quaisquer eventos (incluindo eventos nacionais) nos EAU, que se tornaram "Eventos não sancionados" durante o período de suspensão, assim como, qualquer Atleta, Cavalo ou Oficial FEI estará sujeito a um período de inelegibilidade de até seis meses (de acordo com Artigos 113.4 e 155.7 dos Regulamentos Gerais da FEI).

O Conselho impôs ainda uma sanção financeira aos organizadores, exigindo que estes pagassem uma percentagem do prize money - 50% para a Taça Sheikh Mohammed e 10% para a President's Cup - bem como as taxas de organização que seriam pagas à FEI se os eventos tivessem sido realizados como CEIs. Adicionalmente, a Federação dos EAU deve pagar as taxas legais da FEI.

As suspensões impostas permanecerão em vigor até que todas as sanções financeiras tenham sido pagas integralmente à FEI, de acordo com o Artigo 164.5 dos Regulamentos Gerais da FEI.

Autor:

Ana Filipe

anafilipe@invesporte.pt

QUER SABER MAIS SOBRE A CATEGORIA

Insira o seu e-mail e receba todas as novidades