Raides. 01 SET 2020

Lusos com bons resultados em Monpazier

Vários portugueses alcançaram boas prestações em diversas provas realizadas no fim-de-semana em França, com Ana Margarida Costa a renovar o estatuto de Cavaleira de Elite.


Tempo de Leitura: 5 Min

Ana Margarida Costa - Vulcane de Crouz

Ana Margarida Costa

 

Os diversos raides decorreram de 27 a 30 de Agosto com domínio espanhol nos primeiros lugares, embora os franceses, a jogar em casa, tenham estado em maioria.

O CEI3* de 160km foi a prova rainha e, em simultâneo, o Campeonato de França. Matia Alvarez Ponton (ESP), cujo longo currículo inclui o título de Campeã do Mundo, competiu com Warrens Hill Chayze e, a uma média de 19kms/h, venceu o raide, que contou com a participação da lusa Ana Margarida Cândido Costa.

A concorrer entre alguns dos melhores cavaleiros e cavalos do mundo, a portuguesa não se intimidou e fechou a tabela classificativa na 11.ª posição com Vulcane de Crouz, em 17.7kms/h. O raide foi duro, com 20 cavalos eliminados, ou seja, mais do que os 18 que o concluíram.

“Foi uma prova complicada, com uma concorrência de alto nível, devido à pandemia, pois houve alguns cavaleiros que aproveitaram esta raide para virem correr com os seus melhores cavalos, o que a tornou mais competitiva”, relatou Ana Margarida Costa à EQUITAÇÃO.

“O terreno apresentou-se difícil e técnico – e daí a exigência da prova – com a agravante de ter chovido no dia em que corremos, o que complicou ainda mais o percurso. Isso levou a que os primeiros 14/15 cavalos tivessem de reduzir bastante a velocidade, pois o piso estava extremamente escorregadio.”

Para a cavaleira, este resultado dá-lhe uma “satisfação muito grande, pois conclui uma prova de 160kms, algo que já não realizava há dois anos, com uma égua que também nunca o tinha feito, num palco que é Monpazier, onde estão todos os cavaleiros de renome da Endurance a nível mundial.”

Com a realização desta prova, a cavaleira renovou o estatuto de Cavaleira de Elite, que alcançou pela primeira vez em 2004. “Ao não realizarmos um raide de 160kms nos últimos dois anos, não ficamos com o Estatuto de Elite mas podemos renová-lo, o que era o nosso objectivo, assim como, classificar um cavalo nesta distância, para podermos pensar no Campeonato do Mundo e da Europa do próximo ano. Para isso temos de realizar duas provas deste nível. Como já referi, esta foi a primeira vez que a égua fez um raide de 160kms e prevemos fazer o segundo no Campeonato Nacional, atingindo assim a classificação como conjunto.”

Ana Margarida Costa pertence ao Team Paulo Branco e não quis deixar de referir que o trabalho “não pertence só a mim, mas a toda uma equipa: ao Paulo Branco, ao Paulo Serrano, à Leonor Moreira… Toda a equipa que trabalha comigo e com a qual tenho o prazer de estar e fazer com que este resultado seja um bom resultado não só para mim, mas também para a Endurance em Portugal”, concluiu.

No CEI2* 120km, de 27 de Agosto, João Pedro Carpinteiro foi 6.º classificado com Impio da Oliveirinha ao completar a prova a uma média de 18.9kms/h. A vitória foi espanhola e esteve a cargo de Juan Carlos Ruiz de Villa que, com Piros de Fontanel, da M7 Endurance Stables, foi o único a realizar uma velocidade superior a 19kms/h, mais concretamente a 20.4kms/h.

João Pedro Carpinteiro - Ímpio da Oliveirinha

João Pedro Carpinteiro

Também por Portugal, neste raide, entraram e concluíram Nuno Luís Sousa Cabral/ Iguazu de Iberica, que fechou o Top 20 a uma média de 17.4 kms/h e Pedro Godinho/Colorado La Majorie, 27.º em 15.2kms/h. Terminaram 29 dos 44 participantes.

Nota para o facto dos cavalos montados por João Pedro Carpinteiro e Nuno Cabral serem treinados por Rui Brasão.

Nuno Luís Sousa Cabral - Iguazu de Iberica

Nuno Cabral

 pedro godinho

Pedro Godinho

Já no CEI2* 120kms, de 30 de Agosto, nova vitória hispânica, desta feita a cargo de Eulália Gonzalez Guardia em Bilal de la Belange, cavalo dos mesmos estábulos do de Juan Carlos Ruiz de Villa, num raide muito rápido, em que os 13 primeiros classificados fizeram médias superiores a 20kms/h. O conjunto vencedor alcançou mesmo 21.7kms/h. Quantos aos portugueses, foram três em prova, com Leonor Moreira a registar a melhor posição com Calimero de Crouz, ficando em 13.º, a uma velocidade de 20.1kms/h, ela que, à semelhança da Ana Margarida Costa, é treinada por Paulo Branco, que vê assim os seus dois cavalos bem posicionados.

Leonor Moreira - Calimero de Crouz

Leonor Moreira

José Luís Balsinha e Laetitia Gonçalves

José Luís Balsinhas e Laetitia Gonçalves

 

Ainda nesta prova, José Luís Balsinhas/Chackshu foi 50.º (16kms/h), com João Pedro Carpinteiro/Tambor Cid eliminado no final. Nota ainda para Laetitia Gonçalves, que corre pela bandeira da França, mas que se encontra sediada em Portugal e que finalizou em 52.º com Calif des Ayssades (16kms/h), num raide que registou 78 inscritos, dos quais 52 finalizaram.

No total, realizaram-se em Monpazier, por estes dias, 12 provas de Endurance.

Autor:

Ana Filipe

anafilipe@invesporte.pt

QUER SABER MAIS SOBRE A CATEGORIA

Insira o seu e-mail e receba todas as novidades