Criação. 02 AGO 2020

«A evolução da raça será sempre definida pela sua utilização»

Confira o depoimento de Bruno Carrilho, Proprietário da Coudelaria Quinta dos Cedros, no âmbito do desafio lançado por Bruno Caseirão com o tema "Cavalo Lusitano: o que preservar, modificar e inovar?"


Tempo de Leitura: 4 Min

Bruno Carrilho

«Tendo consciência que estamos perante uma raça multifacetada é praticamente impossível haver consenso em torno da mesma, mesmo com um efectivo tão pequeno, quando comparada com outras. Uns defendem um Lusitano mais moderno, outros um Lusitano mais antigo, alguns põem em causa o padrão, entre tantas outras opiniões. Estas discordâncias, que acabam por ser saudáveis e essenciais para evolução da raça, sempre existiram e sempre existirão, pois são reflexo da liberdade que cada criador tem para direccionar a sua própria criação para o fim que bem entender.

Centrando-me no meu principal objectivo de selecção que é o desporto e no seu impacto significativo na evolução da raça, discordo totalmente da ideia de que ao criar para o desporto se incorre no risco de desvirtuar a raça afastando-a do seu padrão e das suas “características”.

Acredito que é uma ideia pré-concebida, redutora e que limita a evolução natural da raça, elaborada por um sistema que quer continuar a comandar os seus desígnios, condicionando a liberdade de cada criador e acabando por influenciar aqueles que com algum desconhecimento, acabam por se equivocar com a ideia utópica que deverá ser o mercado a moldar-se à sua criação e não a sua criação a evoluir face à exigência do mercado actual, desprezando que são os resultados/utilidade, independentemente da disciplina, que acabam por definir as “características” da própria raça.

Tomemos consciência que a evolução da raça, por mais que queiramos ou não, inclusive as “características”, serão sempre definidas pela sua utilização/resultados/mercado. Pois, caso contrário, prevalecerão sempre “características” que constituem uma raça inútil. Aqueles que acreditam que o Padrão da Raça sairá assim beliscado é porque, com toda a certeza, não o saberão interpretar!

Acredito que cabe a cada criador definir objectivos claros, reunir toda a informação credível do seu efectivo, selecionar de uma forma consciente, profissionalizando ao máximo todas as etapas inerentes ao desenvolvimento e valorização dos seus produtos, sempre alinhado com uma Associação profissionalizada e actual, que tem não só o dever mas a obrigação de acompanhar a evolução da raça que representa.»

 

QUER SABER MAIS SOBRE A CATEGORIA

Insira o seu e-mail e receba todas as novidades