Dressage. 06 JUL 2020

Dias de competição quentes na capital do cavalo

Dezenas de conjuntos estiveram de 3 a 5 de Julho no Hippos – Centro de Alto Rendimento da Golegã, para um CDN, CDR e Jornada da Taça de Portugal (JTP).


Tempo de Leitura: 3 Min

mariacaetano_apc

Maria Caetano (c) António Pires Cardoso

As altas temperaturas do fim-de-semana dificultaram a vida aos cerca de 60 cavaleiros, que se fizeram acompanhar de mais de 80 cavalos. A elevada participação levou a que as provas se realizassem em duas pistas.

Em traços gerais, ao nível do CDN uma das classes mais concorridas foi a de Jovens Cavaleiros, com uma adesão de sete binómios na prova FEI e onde o conjunto Catarina Costa/Kut’n’Move venceu nos dois dias, com médias a rondar os 68%.

Igual número de participantes registou o nível S. Jorge/Intermediária I, aqui com o domínio a cargo do brasileiro João Victor Oliva que ficou em 1.º e 2.º, respectivamente, com Feel Good VO (70.343%; 69.902%) e Husseim V.O. (68.676%; 67.647%), deixando em 3.º no sábado Miguel Duarte Rico/Imperador DR (67.402%). No domingo, o brasileiro ficou ex-aequo em 2.º com Natasha Djemlea Guth.

vitor_oliva_APC

João Victor Oliva (c) António Pires Cardoso

Prova rainha é sempre o Grande Prémio e aqui foram quatro os presentes, com a classificação geral ordenada da mesma forma no sábado (Grande Prémio) e domingo (GP Especial): 1.º Maria Caetano/Hit Plus (71.304%; 73.901%), 2.º Daniel Pinto/Furst Fritz 10 (70.145%; 69.894%), 3.º Filipe Canelas Pinto/Fortuna 424 (68.732%; 69.574%) e 4.º Nadja Bieler/Vitorino (63.949%; 62.553%).

daniel_pinto_apc

Daniel Pinto (c) António Pires Cardoso

filipe_canelaspinto_apc

Filipe Canelas Pinto (c) António Pires Cardoso

De notar que estamos a falar de cavalos ainda “verdes” neste nível. Recorde-se que  Hit Plus e  Furst Fritz debutaram em GP precisamente na pista da Golegã, há menos de um mês, e Vitorino no CDN da Quinta da Beloura há duas semanas.

Já na Taça de Portugal, foi uma pena ver o nível de Grande Prémio contar com apenas uma concorrente, tendo-se unicamente apresentado Maria Inês Valença Câncio com o seu fiel companheiro de longa data, Xeque-Mate. Uma realidade não muito diferente de outros escalões, o que só vem provar (uma vez mais) que o modelo da Taça deverá ser (uma vez mais) repensado.

Neste concurso foi o nível de S. Jorge o mais concorrido, com sete cavaleiros. Também aqui 1.º lugar foi para as mãos de Maria Caetano, desta vez com Happy Plus, que se manteve sempre muito constante, com notas na casa dos 73%.

Não deixou de ser interessante voltar a ver em pista, na mesma classe, Maria Caetano e Mafalda Galiza Mendes, elas que na juventude tantas vezes se defrontaram e lutaram, ora frente a frente pelo 1.º lugar, ora lado-a-lado envergando as cores da selecção nacional. Neste fim-de-semana, Mafalda montou Isco e ficou em 2.º, embora tenha ido num crescendo, começando com 69.755% na S. Jorge e subido para 70.833% na Intermediária I. Nos dois dias ocupou o 3.º lugar Mariana Assis da Silva/Hipparon.

Uma vez que durante estes três eventos (CDN/CDR/JTP) se realizaram um total de 48 provas, poderá consultar os resultados completos em baixo e conhecer todos os vencedores e classificados.

Ainda assim, uma nota para a classe de Cavalos Novos, jovens promessas do futuro. Em 5 anos, deu nas vistas Lorus que, às rédeas de João Pedro Cardiga, foi avaliado em 77.600%, no sábado. Em 2.º lugar ficou Fürstin Laura com Sofia Camejo Leite, com uma nota de 72.400%. No domingo, ambos desceram ligeiramente as médias.

João Cardiga foi um dos elementos do Cardiga Dressage Team, equipa que levou à Golegã cinco conjuntos para vários escalões e alcançou diversos lugares de pódio. 

Mas regressando aos Cavalos Novos, nos de 7 anos, Imperador dos Cedros, com Vasco Mira Godinho, foi avaliado com 71.970%, no sábado.

 

Confira os resultados completos AQUI

QUER SABER MAIS SOBRE A CATEGORIA

Insira o seu e-mail e receba todas as novidades