Raides. 23 JUN 2020

Campeonato do mundo de Raides adiado para 2021

As restrições às viagens e aos treinos dos cavalos foram dois factores decisivos para adiar a competição.


Tempo de Leitura: 2 Min

endurance fei

O Campeonato do Mundo de Raides Longines FEI, que seria realizado em San Rossore, Pisa (Itália), em Setembro próximo, foi adiado para Maio de 2021, devido à pandemia da Covid-19.

A decisão resultou de acordo entre a Federação Equestre Internacional (FEI), a federação italiana e os organizadores locais, devido, principalmente, às restrições verificadas no âmbito das viagens e dos treinos dos cavalos, o que fez com que fosse impossível manter a data original.

A qualificação para o campeonato respeita o disposto na 11.ª edição das regras de resistência equestre da FEI, que entrarão em vigor a 1 de Julho de 2020.

Esta era de resto uma vontade da FEI, tendo sido a aprovação final do adiamento dada pelo conselho numa reunião extraordinária realizada por videoconferência a 19 de Junho.

O conselho da FEI concordou ainda em prolongar o período de qualificação para os campeonatos respectivos, com o objectivo de beneficiar os cavalos e atletas depois da interrupção do calendário.

Também as federações nacionais foram questionadas sobre a opção de transferir o Campeonato do Mundo de Raides Longines FEI para 2021, tendo 33 das 34 federações interrogadas respondido favoravelmente, tanto para o adiamento como para o facto de manterem a sua participação nos respectivos campeonatos continentais, também adiados para o próximo ano, nomeadamente o Pan-Americano, em Campinas (Brasil), que decorre de 28 a 29 de Julho, e o Europeu em Ermelo (Holanda), de 6 a 11 de Setembro.

“Sentimos que alcançámos um compromisso que funciona para todos, mas especialmente para os cavalos, pois agora haverá tempo para que eles façam o trabalho de preparação necessário e obtenham a qualificação para este grande evento", considerou a FEI em comunicado.

QUER SABER MAIS SOBRE A CATEGORIA

Insira o seu e-mail e receba todas as novidades