Dressage. 12 DEZ 2019

Coroado regressa às pistas

O Lusitano, montado por Maria Caetano, fez uma pausa depois do Campeonato da Europa, disputado no Verão, mas vai regressar às pistas já na próxima semana, no CDI5* de Frankfurt.


Tempo de Leitura: 3 Min

Maria Caetano e Coroado

Após "umas merecidas férias",  como afirma a cavaleira de Monforte, Coroado voltou ao «trabalho» há cerca de um mês e meio e "está agora de novo em plena forma e cheio de vontade de voltar às pistas".

Será já na próxima semana que o conjunto luso irá competir no CDI5* de Frankfurt, que se realiza entre 19 e 22 de Dezembro, as mesmas datas em que decorre o Olympia International Horse Show. A cavaleira portuguesa recebeu um convite para estar presente no concurso britânico, mas optou "por competir no CDI5* de Frankfurt, não só por ficar mais perto das minhas instalações aqui na Alemanha, mas também por ser um concurso emblemático no mundo da Dressage!", referiu em declarações à EQUITAÇÃO. Acrescentou que "um concurso 5* na Alemanha tem sempre um «peso» muito grande e, além disso, é organizado por uma família pela qual tenho muita estima e admiração - Ann-Kathryn Linsenhoff e Matthias Rath!". A cavaleira relembrou ainda que o concurso de Frankfurt lhe traz "boas memórias, pois foi aí, em 2006, que participei na primeira Taça do Mundo de Young Riders, onde conquistei o segundo lugar da Final B".

Quanto ao regresso do Coroado às pistas depois desta pausa, Maria Caetano confessa ter "muita vontade de voltar a competir nos «grandes palcos da Dressage» com ele. O Coroado está em super boa forma e acho que tem ainda mais para dar em comparação com o que deu no ano passado".

Depois do CDI5* de Frankfurt o conjunto segue para Mechelen (Bélgica), sendo que o objectivo "nestes primeiros concursos (após o descanso) não é levar o Coroado ao máximo. Vou começar com calma, sem exigir o máximo esforço e tentar levá-lo numa linha ascendente até ao principal objectivo, que são os Jogos Olímpicos de 2020", assinala a cavaleira.

Fazendo já uma análise da temporada que passou, Maria Caetano define-a como "super marcante", pela qual está muito "agradecida, principalmente ao Coroado e a toda a minha equipa! O recorde dos 80% [na etapa da Taça do Mundo de Mechelen, em 2018], a Final da Taça do Mundo e culminar num super Campeonato da Europa, onde conseguimos a qualificação olímpica... foi uma época inesquecível", recorda.

Maria Caetano planeia voltar "a competir com o Fenix de Tineo no próximo ano, em princípio no CDI4* de Lier e com o Hit Plus vou finalizar a sua jornada em Small Tour no CDIW de Mechelen. No ano que vem já conto iniciar o Hit Plus na Big Tour".

Foto: Sandragrafie

 

Notícias relacionadas:

- Maria Caetano: a realização de um sonho

- Coroado: o Lusitano que elevou a fasquia

Autor:

Carla Laureano

carlalaureano@invesporte.pt

QUER SABER MAIS SOBRE A CATEGORIA

Insira o seu e-mail e receba todas as novidades