Saltos. 21 JUN 2019

Melhores do mundo em Cascais

Já arrancou a 9.ª etapa do Longines Global Champions Tour e Global Champions League, no Hipódromo Manuel Possolo, em Cascais.


Tempo de Leitura: 3 Min

Michael Duffy e Mullaghdrin Touch the Stars CASCAIS 2019

Em dia de warm-up, o irlandês Mark McAuley foi o vencedor da classe inaugural do Longines Global Champions Tour (LGCT) Cascais, que decorreu esta quinta-feira, disputada a 1.45m, em duas mãos ao cronómetro.

Uma dezena de conjunto concluiu com o duplo limpo. McAuley, em Utchan de Belheme, realizou a segunda volta em 25.04seg.

Por Portugal, António Matos Almeida (foto em baixo), com Irene van de Kwachthoeve, foi o melhor luso, em 5.º (26.70seg.), seguido de Luís Sabino Gonçalves, com Unesco du Rouet (26.71seg.). 

ANTONIO MATOS ALMEIDA_Irene van de KwachthoeveGCT2019

 

No lote dos "duplo zero" também Luciana Diniz e Vertigo du Desert em 12.º lugar (28.68seg.). Representaram-se também as cores nacionais: Rodrigo Giesteira de Almeida/Roscoe (32.º) e Duarte Seabra/Twix V Overis Z (46.º). O Prize Money desta prova foi de 25 mil euros.

O calendário do evento conta sempre com duas provas diárias (a primeiras às 18h e a segunda às 21h).

A prova 2 foi a 1.ª Classificativa da prova de equipa Global Champions League (GCL) e disputada a 1,55m. Também aqui fez-se ouvir o Hino Irlandês, desta feita, fruto da vitória de Michael Duffy/Mullaghdrin Touch the Stars, após realizar o percurso sem penalizações em 72.71seg. Assista ao vídeo em baixo. 

O GCL é uma prova composta por 16 equipas - com cavaleiros de diferentes nacionalidades - que se mantêm inalteradas até ao final da temporada. A 1.ª Classificativa é uma prova individual, na qual participam dois cavaleiros de cada uma das 16 equipes, perfazendo um total de 32, e 12 a competir individualmente, sem equipes. O prize money para esta classificativa foi de 61.500€.

Esta sexta-feira volta a haver provas às 18h (1.45m) e 21h (1.50m), assim como no sábado, dia "grande" do LGCT e GCL onde serão conhecidos os vencedores da etapa portuguesa.

A entrada no Hipódromo Manuel Possolo é livre. Nesta que é a 14.ª edição do evento no nosso país, quem visitar o concurso, para além de assistir à nata do hipismo mundial, poderá desfrutar o espaço "village", criado no hipódromo, com tendas e carrinhas de street food.

Resultados completos AQUI

Autor:

Ana Filipe

anafilipe@invesporte.pt

QUER SABER MAIS SOBRE A CATEGORIA

Insira o seu e-mail e receba todas as novidades