Dressage. 08 ABR 2019

Werth reforça estatuto de lenda

A alemã voltou a vencer a Taça do Mundo, sendo este o 3.º título consecutivo e o 5.º da sua carreira.


Tempo de Leitura: 3 Min

Isabell Werth e Weihegold OLD

A competir na final da Taça do Mundo de Dressage, em Gotemburgo (Suécia), estiveram 18 conjuntos, entre os quais Maria Caetano e Coroado. A competição iniciou-se na sexta-feira, com o Grande Prémio, onde Isabell Werth e Weihegold OLD assumiram de imediato a liderança, vencendo com uma média final de 81.755%. A norte-americana Laura Graves, em Verdades, ficou em 2.º (80.109%), seguida do dinamarquês Daniel Bachmann Andersen, em Blue Hors Zack (78.152%). O conjunto luso terminou em 12.º, com uma média final de 72.096%.

No sábado os conjuntos regressaram à pista para a Kur e, no momento em que Isabell Werth iniciou a prova, todos os que estavam a assistir na Scandinavium Arena tinham consciência de que se iria fazer história. A alemã e a égua Weihegold OLD foram superiores aos restantes conjuntos e asseguraram mais um título com uma média de 88.871%.

"A minha prova foi realmente fantástica, a minha égua fez uma reprise perfeita e ela merecia mesmo vencer!", afirmou Isabell Werth. Esta é a 5.ª vitória da alemã na Taça do Mundo, a 3.ª consecutiva, o que a leva a reflectir que o "o desporto mudou muito desde a minha primeira vitória na final". Isso foi há 27 anos, também em Gotemburgo, com Fabienne. "Agora temos uma equipa profissional à nossa volta e há claras melhorias em vários aspectos. É muito importante que se mantenha o respeito pelo cavalo no futuro e é fantástico ver tantos cavalos velhos ainda a competir neste nível. Isso mostra como eles são bem tratados e como são respeitados pelos seus cavaleiros", acrescentou a campeã.

Laura Graves terminou, pelo 3.º ano consecutivo, na 2.ª posição. Montado Verdades, a norte-americana registou uma média final de 87.179%. Ao 3.º lugar do pódio subiu a também alemã Helen Langehanenberg, na sela de Damsey FRH, com 86.571%.

Quanto a Maria Caetano e Coroado terminaram o Grande Prémio Freestyle em 13.º, avaliados em 76.393%. Na sua página de Facebook, a cavaleira escreveu "mais um sonho tornado realidade, fazer parte dos melhores cavaleiros do mundo na final da Taça do Mundo! Tivemos uma nota muita boa no GP, superior a 72% e uma kur um pouco abaixo das expectativas porque o Coroado estava um pouco cansado e não apresentou a flexibilidade habitual, mas ainda assim fizemos 76.3% numa competição de alto nível! O Coroado e eu estamos agradecidos a toda a nossa equipa, proprietários, patrocinadores e apoiantes!".

A Revista Equitação foi acompanhando a prova da cavaleira, anunciando na nossa página de facebook os resultados do conjunto luso. Nas duas fotos publicadas sexta-feira e sábado os apoiantes deixaram centenas de comentários, partilhas e milhares likes. Não perca no próximo número da Revista Equitação, que está quase nas bancas, as declarações de Maria Caetano em exclusivo à EQUITAÇÃO, depois de alcançado mais um objectivo na sua carreira.

Foto: FEI/Christophe Taniere

 

Resultados completos AQUI.

Autor:

Carla Laureano

carlalaureano@invesporte.pt

QUER SABER MAIS SOBRE A CATEGORIA

Insira o seu e-mail e receba todas as novidades