Saltos. 14 MAR 2019

Mandy Mendes Costa estreia-se por Portugal

Filha de pai português, a cavaleira tem como objectivo integrar a selecção nacional e representar a bandeira das quinas.


Tempo de Leitura: 4 Min

Mandy Mendes Costa  (5)

A cavaleira tinha previsto debutar no nosso país no Vilamoura Equestrian Tour, mas uma lesão na sua montada principal, veio alterar os planos.

Mandy Laura Andrée Mendes Costa, nasceu a 1 de Maio de 2001, sendo este o seu primeiro ano como Jovem Cavaleira, contudo, há muito que os saltos de obstáculos fazem parte da sua vida.

A viver e com os cavalos em Trans en Provence, perto de St Tropez, no sul da França, recentemente, apresentou um pedido para integrar a equipa nacional de Portugal, estando federada na FEP e FEI desde Dezembro.

A estreia com as cores nacionais teve lugar em Janeiro com a luso-descendente com a agenda cheia nas próximas semanas. Irá participar em concursos em Villeneuve Loubet, Cagnes-sur-Mer e integrar a equipa de Portugal nos CSIO de Fontainebleau e Hagen, já com vista à preparação para o Campeonato da Europa.

Mandy Mendes Costa  (2)

A Mandy herdou da mãe (Mélanie Sazotto), cavaleira de Dressage, o gosto pelos cavalos e teve o primeiro pónei aos 2 anos, o Pin's.

"A minha mãe ofereceu-mo para que pudesse escová-lo, lavá-lo, pois parecia demasiado pequeno para ser montado. Costumava acompanhá-la até ao Centro Equestre onde montava e enquanto esperava lavava o meu Pin's... Até ao dia em que tive a ideia de virar o balde ao contrário para subir e passear no meu pónei! Claro que os meus pais teriam preferido que continuasse a brincar 'às bonecas´com o balde e esponja, porque desde aquele dia, as suas vidas mudaram!" recorda a cavaleira.

Aos 3 anos Mandy já galopava um Shetland e aos 4 começou a saltar com um pónei D. Iniciou-se no Volteio e "não tendo muitos recursos financeiros fui aceitando póneis que me davam e adaptei-me à sua própria disciplina. Pude assim descobrir as diferentes facetas da equitação".

Com apenas 7 anos começou a entrar em concursos de saltos de obstáculos e aos poucos foi-se afirmando, sendo chamada à equipa francesa em 2016.

A época de 2016/2017 foi das mais marcantes da sua jovem carreira. Entrou nos Grandes Prémios da Equita Lyon, do Salão do Cavalo de Paris e de Bordéus, no CSIOP do BIP em Fontainebleau e na Taça das Nações de Wierden (Holanda), onde fez um duplo sem faltas com o pónei Qaïd de la Seule e ajudou a França a ficar em 3.º lugar. Dos póneis para os cavalos, o primeiro companheiro foi Régence de Sèves, de raça sela francesa.

Esta época tem a seu cargo  Record d’Oreal, Uncognito des plaines, Smart de Hus e Divinelove.

Mandy Mendes Costa  (1)

"Sinto orgulho poder competir com as cores de Portugal, porque é o país do meu pai e por essa razão, um pouco meu também", disse à EQUITAÇÃO.

"Este foi o meu último ano de Júnior. Os meus objectivos para 2019 são participar nos CSIO, Taça das Nações e, porque não, no Campeonato da Europa."

Mandy treina habitualmente com Franck Schillewaert e, ocasionalmente, com Olivier Guillon.

Mandy Mendes Costa  (3)

Autor:

Ana Filipe

anafilipe@invesporte.pt

QUER SABER MAIS SOBRE A CATEGORIA

Insira o seu e-mail e receba todas as novidades