Actualidade. 01 FEV 2019

"Todos os emails que recebi, foram respondidos!"

Quem o diz é Tito Arantes Fontes, Presidente da Mesa do Congresso da Federação Equestre Portuguesa (FEP).


Tempo de Leitura: 3 Min

FEP

Na passada semana, a EQUITAÇÃO divulgou duas notícias relativas ao momento actual da FEP, após renúncia do Presidente da Direcção Manuel Cidade Moura.

Na primeira (23 de Janeiro), a propósito da marcação do congresso eleitoral para os Órgãos Sociais da Federação, em declarações à nossa publicação, Tito Arantes Fontes referiu não ter recebido qualquer pedido para a convocação de um congresso com o objectivo de alteração dos estatutos. Dias depois, chegou à redacção da EQUITAÇÃO uma nota, da autoria de Alexandre Mascarenhas de Lemos, contestando estas declarações, com o Delegado a afirmar que "não é certo que o sr. Presidente da Mesa do Congresso não tivesse recebido nenhum pedido para convocar nenhum congresso para fazer alteração dos estatutos e que nada lhe foi enviado sobre isso".

Contactado pela EQUITAÇÃO, Tito Arantes Fontes já reagiu, informando que "não recebi nenhum pedido para convocar congresso para alterar estatutos nos termos estatutários. Os estatutos prevêem como é que esse tipo de congresso pode ser convocado: pode ser por iniciativa do Presidente da Mesa do Congresso, por requerimento dos Órgãos Sociais (não tive nenhum pedido de Órgãos Sociais nesse sentido) e pode ser por requerimento de sócios, não delegados, que representem pelo menos 20% do número total dos votos do Congresso. Não tive nada disto".

O Presidente da Mesa de Congresso da FEP reforça que "não podia ficar com as eleições por fazer, porque essas sim, sou obrigado a fazê-las, porque o Presidente da Direcção renunciou e a Federação ficou sem os Órgãos Sociais. A primeira prioridade é que a Federação tenha novamente os Órgãos Sociais, depois disso, quem for eleito poderá pegar nos problemas subsequentes, desde logo esse da alteração dos estatutos". Recorrendo ainda aos estatutos da FEP, nomeadamente às alíneas "a)" e "m)" do artigo 46, Tito Arantes Fontes explica que "quem tem competência nos termos dos estatutos para apresentar propostas para alteração de estatutos é a Direcção".

Recorde-se que na missiva recebida de Alexandre Mascarenhas de Lemos, o delegado afirma que "o Sr. Presidente da Mesa do Congresso [...] deixou sem resposta  inúmeros emails que lhe foram dirigidos por vários delegados após a renúncia do Presidente da FEP".  Interrogado sobre a eventual falta de resposta, Tito Arantes Fontes esclarece que "recebi o email de Alexandre Mascarenhas de Lemos, respondi-lhe já depois de ter convocado as eleições para os Órgãos Sociais a dar nota precisamente disso. Os emails que recebi sobre isto estão todos respondidos, as pessoas podem é não ter gostado das respostas. Foram respondidos no momento e no prazo que achei conveniente". Remata deixando o desejo que, "com as eleições se consiga arranjar uma solução para a FEP e que tudo isto possa ser objecto de apreciação com calma e ponderação".

 

Notícias relacionadas:

- Manuel Cidade Moura renuncia ao mandato

- IPDJ confirma divergências com a FEP

- Congresso eleitoral marcado

- Congresso para alteração dos estatutos foi pedido

Autor:

Carla Laureano

carlalaureano@invesporte.pt

QUER SABER MAIS SOBRE A CATEGORIA

Insira o seu e-mail e receba todas as novidades