Marc Todd. 04 JAN 2019

Mark Todd em Portugal

O cavaleiro olímpico esteve em Dezembro no nosso país para um estágio promovido pela ACCE.


Tempo de Leitura: 3 Min

Mark and Tony jumping

Cerca de duas dezenas de cavaleiros responderam à chamada e não quiseram perder a oportunidade de aprender com um dos melhores cavaleiro de CCE do mundo.

Em época de preparação para a época que se avizinha, não faltaram caras bem conhecidas do Completo nacional como João Duarte Silva, Francisco Stilwell, Joaquim Grave e Anthony Lupi Hart, para além de outros atletas da disciplina de CCE e de Obstáculos.

A formação decorreu nas instalações da Sociedade Hípica Portuguesa (SHP) e embora tenha tido início na manhã seguinte à Gala de Natal da Associação de Concurso Completo de Equitação (ACCE), começou bem cedo, no picadeiro coberto principal. Os espectadores VIP nacionais e internacionais, tal como os treinadores nacionais que integravam uma acção de formação acreditada, já se encontravam na plateia do picadeiro para assistir às lições com os primeiros cavaleiros. O picadeiro foi ganhando espectadores que queriam ver Mark Todd a trabalhar com os cavaleiros lusos.

O estágio com Sir Mark Tood foi organizado pela ACCE, que explicou à EQUITAÇÃO, como decorreram estes três dias de formação. "Nos dois primeiros dias, foi abordado o trabalho no plano e a importância de compreender e aperfeiçoar o trabalho de base dos cavalos. Os cavaleiros trabalharam as transições, a retidão e a precisão das figuras. O público estava envolvido e fez muitas intervenções pertinentes que também ajudaram os cavaleiros a entender melhor o que estavam a fazer e o porquê. No último dia, abordou-se o trabalho de obstáculos de cross country no campo de obstáculos da SHP que, juntamente com alguns saltos de obstáculos normais, proporcionaram um playground perfeito para os cavaleiros fazerem os exercícios que Mark Todd desenhou. Estes exercícios incluíram vários desafios, tanto para os cavaleiros, como para os cavalos, com combinações de distâncias condicionadas, linhas quebradas e alguns obstáculos de cross country em diferentes trajetórias, de forma a manterem os conjuntos atentos e a trabalharem com precisão. Até mesmo os cavaleiros de obstáculos, que outrora não tinham saltado obstáculos de cross, puderam experimentá-los com agrado." 

No final, Mark Todd "comentou o quão bom foi ensinar um grupo tão entusiasta e diversificado de cavaleiros e uma audiência com tanto interesse no trabalho que estava a ser realizado", avançou a Associação.

"Conversei com muitas pessoas e todos concordam que o fim de semana foi um enorme sucesso e que estes estágios são algo que a ACCE deve repetir em 2019.” afirmou o Presidente da ACCE, Augusto Calça e Pina.

Esta formação foi realizada em colaboração com a Federação Equestre Portuguesa (FEP) e SHP e decorreu entre 14 a 16 de Dezembro.

A EQUITAÇÃO conversou com Sir Mark Tood, numa entrevista exclusiva que poderá ler em breve.

Fotos: Giovana Franchi

Autor:

Ana Filipe

anafilipe@invesporte.pt

QUER SABER MAIS SOBRE A CATEGORIA

Insira o seu e-mail e receba todas as novidades