Feiras. 07 NOV 2018

Manifestação na Golegã

Novas regras na Feira Nacional do Cavalo geram contestação.


Tempo de Leitura: 3 Min

ARNEIRO_FOTO NUNO MATOS FNC 2018

O dia de ontem na Feira Nacional do Cavalo ficou marcado pelo ajuntamento de algumas dezenas de cavaleiros que se manifestaram desagradados com as novas normas de segurança introduzidas pela organização da Feira, com especial enfoque na que impede a circulação a cavalo ou em carros de cavalos, entre as 02h00 e 07h00, no Largo do Arneiro e ruas adjacentes.

Em comunicado, a organização da Feira diz que o presidente da Câmara Municipal da Golegã e da Feira Nacional do Cavalo, José Veiga Maltez "esteve presente e mostrou-se aberto ao diálogo, sem, no entanto, ceder à pressão de alguns contestatários, pois alguns até concordam com a restrição horária. No entanto, o bom senso imperou, ficando acordado uma alteração no plano rodoviário nalgumas ruas, permitindo assim a circulação de cavalos de modo a que os seus proprietários se possam deslocar para as suas habitações".

A organização da Feira implementou este ano um conjunto de normas a cumprir (pode ver na imagem em baixo), visando o bem-estar dos animais. Há quem já se tenha manifestado a favor desta iniciativa, como é o caso de José Miguel Riachos que, na sua página de Facebook, escreveu "dizem eles que a tradição assim não se mantém. Mas a tacanhice e o egocentrismo são tão grandes que não percebem que a tradição não é nem nunca foi montar (muitas vezes embriagado) um cavalo, pela madrugada dentro. Tradição não é desrespeitar sinais de trânsito. Tradição não é dizer para quem anda a pé "esta feira é nossa, para quem anda a cavalo". Isso não é tradição. Isso é prepotência é vaidade, é desrespeito por todos os outros e uma tremenda falta de civismo e formação pessoal.  Tiro o chapéu ao município da Golegã pela coragem de implementar os novos regulamentos e espero para o bem de todos que os façam cumprir.
Esta gente não representa a feira da Golegã. Quem representa a feira são os verdadeiros cavaleiros que respeitam o seu animal e as pessoas. Somos nós Goleganenses e são os milhares de visitantes que por cá passam. E esses querem com toda a certeza uma feira mais organizada e mais segura.  Está na altura de nós, a multidão silenciosa, nos manifestarmos".

Foto: Nuno Matos/FNC

 

Sinalização FNC 2018

Autor:

Carla Laureano

carlalaureano@invesporte.pt

QUER SABER MAIS SOBRE A CATEGORIA

Insira o seu e-mail e receba todas as novidades