Raides. 12 SET 2018

Interrupção nos Raides

Engano no início do Raide de 160km leva a interrupção e alteração na prova disputada nos Jogos Equestres Mundiais.


Tempo de Leitura: 1 Min

23405947_137023410391177_7722791198163310627_o

No início da prova de 160km alguns conjuntos foram mal orientados no percurso, o que levou a que a competição fosse interrompida na primeira grelha veterinária e será agora retomada como sendo uma prova de 120km.

Um comunicado da organização afirma que "para assegurar que todos os cavalos estão em condições de competir vão passar por uma inspecção veterinária. Apenas os cavalos que passarem nessa inspecção serão autorizados a competir. Não é permitida a substituição de cavalos."

Foi ainda anunciado que o recomeço da prova irá acontecer 45 minutos depois do último cavalo ser inspeccionado na grelha veterinária.

"Uma vez que não há possibilidade de reagendar a competição para amanhã, o presidente do júri de terreno, presidente da comissão veterinária, delegado veterinário estrangeiro e o comité organizador concordaram que esta seria a única solução pragmática", lê-se no comunicado.

No Facebook está a circular um vídeo que retrata a contestação que esta situação está a causar. Assista AQUI.

De recordar que a disputar esta prova estão três conjuntos portugueses, que chegaram à primeira grelha veterinária: Rui Pereira, em Fidalgo de S. José, Margarida Oliveira Soares, com Eclipse da Camoeira e Pedro Godinho, na sela de Soha du Plasson.

 

Acompanhe a prova em directo AQUI.

 

Notícias relacionadas:

- Prontos para os 160km

Autor:

Carla Laureano

carlalaureano@invesporte.pt

QUER SABER MAIS SOBRE A CATEGORIA

Insira o seu e-mail e receba todas as novidades