Artigos. 18 MAR 2020

Genequino: Na vanguarda das técnicas de reprodução

Situada no coração do Ribatejo, em Almeirim, região de grande tradição na criação de cavalos em Portugal, há 11 anos que a Genequino tem sido parceira dos criadores nacionais na área de reprodução equina.


Tempo de Leitura: 6 min

Os veterinários Pedro Ferro da Costa e Bruno Duarte Rego, os «rostos» da Genequino, procuram estar sempre actualizados e colocam agora à disposição dos seus clientes mais uma técnica: a de congelação de sémen, certificado para exportação.

O centro de congelação de sémen era um objectivo de há vários anos, que se concretizou em Dezembro de 2019. “Dentro da área de reprodução equina, este era um dos poucos serviços que nos faltava”, adianta Pedro Ferro da Costa, acrescentando que para tal era necessário avançar para "a certificação de um Centro de Colheita e congelação que permitisse a exportação de sémen para todo o mundo”. A certificação por parte das Autoridades sanitárias (DGAV) envolveu o cumprimento de várias normas e legislação para que o centro fosse reconhecido internacionalmente e, para esse efeito, foram criadas novas valências nas instalações, entre as quais o laboratório para o processamento de sémen congelado e refrigerado.

“Esta técnica é de grande utilidade para o criador, porque ao congelar o sémen do seu cavalo de forma certificada permite-lhe ampliar o mercado internacional para regiões onde a exportação de sémen refrigerado não é tecnicamente viável”, explica Bruno Duarte Rego. O veterinário salienta que a congelação de sémen permite também que “um garanhão com uma agenda desportiva preenchida não tenha de interromper a carreira para fazer colheitas de sémen durante a época de reprodução”. Entre as vantagens da utilização desta técnica está ainda “a possibilidade de conservar o sémen para posterior utilização em caso de doença, lesão ou morte do cavalo”, acrescenta Pedro Ferro da Costa. 

Antes de entrar no centro o cavalo tem de realizar um “protocolo da análises laboratoriais para despistar doenças sexualmente transmissíveis”, clarifica Ferro da Costa. Feitas as análises, o animal pode dar entrada no centro e iniciar o processo de congelação: “normalmente fazemos algumas colheitas até que se obtenha uma qualidade estável do sémen, com características ideais para se congelar. De seguida, apuramos qual a técnica e diluidores que melhor se adaptam a cada garanhão, e após a análise destas informações realizamos o processo de congelação propriamente dito, sendo o sémen acondicionado em palhinhas 0,5ml devidamente identifi cadas com os dados do garanhão.”, descreve Bruno Duarte Rego.

“A Genequino disponibiliza ainda a possibilidade da congelação de sémen epididimal, que consiste no aproveitamento do sémen armazenado no aparelho reprodutivo do animal após a morte inesperada ou castração do garanhão”, avança Bruno Duarte Rego.

genequino01

REPRODUÇÃO ASSISTIDA A ÉGUAS

Também nesta área a Genequino tem procurado manterse na vanguarda e, por isso mesmo, está envolvida num projecto com um laboratório de embriologia, com o objectivo de aperfeiçoar a técnica de congelação de embriões. “Até há pouco tempo a taxa de sucesso era reduzida mas, com uma nova técnica que estamos a testar, os resultados têm sido bastante promissores”, salienta Bruno Duarte Rego, esperando que “daqui por pouco tempo, tenhamos mais um serviço ao dispor dos criadores”.

Disponibilizando diferentes soluções na Genequino, Pedro Ferro da Costa reforça que “as técnicas veterinárias de reprodução assistida em Portugal estão ao mais alto nível mundial. Isso deve-se muito ao esforço que os veterinários fi zeram na formação e também ao apoio que tiveram dos criadores, que evoluíram, apoiaram e arriscaram de certa forma connosco no início do desenvolvimento destas técnicas”.

 

UMA DÉCADA DE REPRESENTAÇÃO SCHOCKEMÖHLE

A Genequino tem também, há alguns anos, uma parceria com a prestigiada coudelaria alemã de Paul Schockemöhle, disponibilizando todos os seus garanhões no mercado nacional, aos quais se somam, a partir deste ano também os garanhões da organização do cavaleiro dinamarquês Andreas Helgstrand. "Foi um grande apoio que pensamos ter dado à criação nacional”, assegura Pedro, uma vez que permitiu “facilitar o acesso do criador nacional a genética de cavalos de desporto europeu do mais alto nível. É um motivo de grande orgulho ver que têm nascido excelentes produtos em Portugal provenientes de garanhões Schockemöhle, quer em animais de raça pura, quer em animais cruzados com lusitano."

 

Fotos: Bárbara M. da Costa/Equestrez

 

 

INSTALAÇÕES

• Quinta com 45 hectares

• Paddocks para alojamento de éguas

• Centro de colheita e congelação

• Área para acompanhamento reprodutivo de éguas

• Núcleo de éguas receptoras para transferência de embriões

 

SERVIÇOS

• Inseminação artificial

• Transferência de embriões

• Avaliação e tratamento e subfertilidade

• Processamento de sémen

• Neonatologia

• Representação de garanhões

• Serviço ambulatório

 

EQUIPA

• Pedro Ferro da Costa – MÉDICO VETERINÁRIO

• Bruno Duarte Rego – MÉDICO VETERINÁRIO

• Patrícia Perdigão – AUXILIAR VETERINÁRIA

• Pedro Miguel – TRATADOR

Autor:

Carla Laureano

carlalaureano@invesporte.pt

QUER SABER MAIS SOBRE ESTE ASSUNTO?

Insira o seu e-mail e receba todas as novidades