Artigos. 03 MAR 2020

Alguns Centros onde se ministra instrução de Equitação

Leia o comentário do colaborador da Revista Equitação, Coronel José Miguel Cabedo.


Tempo de Leitura: 9 min

Sempre que tenho disponibilidade vou visitar centros hípicos, não com intenção de os fiscalizar pois isso, julgo, pertence à Federação Equestre Portuguesa, mas para poder ver amigos e, se assim for solicitado, dar alguns conselhos que se julgue serem úteis. Outros há que não precisam desses conselhos, mas de qualquer modo, gosto de os ir visitar.

Sem ser por qualquer ideia de apreciar a qualidade de instrução fui ultimamente a uns quatro centros. A Escola de equitação da GNR, que funciona no 4.º Esquadrão da Ajuda foi um deles.

Como era de esperar a impecável organização, o empenho que os instrutores e demais militares põem no funcionamento da escola tem sido motivo de grandes elogios por parte de quem tem alunos a frequentá-la. Com disciplina, empenho, conhecimentos e simpatia as instruções decorrem a bom ritmo, e os alunos saem com exame de sela 4 feito e diploma. É bom que isto aconteça para que o bom nome da Escola de Equitação da GNR se mantenha como até agora. Obrigado GNR por contribuir para a melhoria do estado da Equitação no nosso país, Só conheço a Escola da Ajuda, mas sei que a instrução é também ministrada em outras Unidades da GNR.

Noutro dia, fui visitar a Academia Equestre “A Ninfa”, que funciona na Quinta do Picão, em Azeitão. Como não conheço a zona e não tenho GPS, andei gastando gasóleo um bom par de horas, além de fazer turismo, tão em voga no nosso país. Com as indicações telefónicas da Cláudia consegui por fim ali chegar. A primeira impressão, e todas as que se seguiram, foi completamente positiva. Com boas instalações, picadeiro coberto, bom campo para instrução e um picadeiro ao ar livre, normalmente utilizado para instruções de Ensino, a actividade na Academia não se fica por aí. Tem aulas de equitação, cavalos a penso, preparação para competição – dressage e obstáculos e desbaste de poldros.

Na parte de dressage às vezes vou dar uma ajudinha a pedido da Cláudia. Acho que tem sido positivo. Hoje todos se apresentam muito bem trajados e não faltam os cintos nos calções de montar. Enfim, todos os pormenores respeitantes à disciplina têm sido seguidos e a melhorar significativamente.

Quanto a obstáculos têm ministrados estágios que vão ao encontro do desejo de todos. Há dias houve uma poule de obstáculos e não posso deixar de referir o que vi. A primeira prova era um percurso com varas no chão (sempre são 10cm de altura!) e como bons concursistas que são, a primeira acção é reconhecer o percurso. E o que vimos? Dois pequenos cavaleiros, um com três anos, o Afonso Regageles Gaboleiro e outro, o Dinis Martins que ainda não tinha três anos e começou as aulas aos 26 meses!! O melhor de tudo foi ver o Afonso a rebocar o Dinis durante o reconhecimento do percurso. O ditado diz que “de pequenino é que se torce o pepino” e eu começaria do ditado” de muito pequenino…”, só visto! E a seguir, a cavalo, fizeram a prova e receberam um laço de participação. Esta Academia tem um interessante intercâmbio com o Centro Hípico D. Duarte, em Montemor-o-Novo.

IMG-20191112-WA0006666

Já na Sobreda, na Rua da Quinta do Convento, funciona o Clube Equestre “Catarina & Rúben”, inaugurado em 1 de Julho de 2014.

Ali temos volteio, iniciação à sela, obstáculos, provas desportivas, estágios equestres, eventos/convívio, cavalos a penso e muita animação.

E foi neste Clube Equestre que fui assistir a aulas de obstáculos. O campo tem boa dimensão e podem fazer-se várias combinações com os obstáculos existentes. A Catarina deu a instrução com muita calma e foi muito objectiva no que queria alcançar. As alunas corresponderam e foi muito interessante. Voltei lá, e como tinha chovido, a instrução foi dada no picadeiro coberto que tem área suficiente para o número de alunos que naquele dia ali estavam presentes.

Na Sobreda existe um bom espaço cedido pela Câmara Municipal onde se realizam provas de saltos. O campo apresentou uma boa colecção de obstáculos.

FOTO 05 - Clube Equestre Catarina e Ruben - Fabiana Amorim 1

Ainda a sul...

Um dia estava eu a trabalhar cavalos para os lados de Rio Frio. Ali apareceu uma rapariga que queria falar comigo para saber se lhe poderia dar algumas aulas de instrução de equitação, principalmente de saltos. Queria concorrer à Escola de Alter, mas pouco ou nada sabia de cavalos. Claro acedi e começaram as instruções.

Houve logo, no princípio um problema: talvez o motivo fosse a ansiedade, mas ela fumava cigarros uns atrás dos outros. Disse-lhe que nunca fumei e que me fazia confusão ver o que ela fazia. Acho que foi remédio santo: a Mónica compreendeu e gradualmente reduziu a frequência dos cigarros.

Entretanto a instrução seguia a bom ritmo e as melhorias eram visíveis. O seu empenho era grande o que facilitava o processo de aprendizagem e assim ela começou a saltar com grande desembaraço. Concorreu a Alter e entrou.

O seu interesse, o jeito, e a vontade de seguir em frente foi fundamental para o seu êxito.

A prova final do seu curso foi sobre “o concurso completo de equitação”.

Dedicou-se de tal maneira a uma prova tão complexa como esta que foi elogiada por todos os professores e mestres.

A Mónica estava lançada no mundo equestre como tanto ambicionava.

Terminado o curso começou a arranjar um centro onde juntasse cavalos para poder dar instrução. E assim singrou até hoje, sempre melhorando. Hoje conta com elevado número de alunos e entre estes algumas crianças, já que o seu jeito para ligar com elas é notório.

Presentemente está perto de Palmela, na Curva da Pedra num centro muito bem apresentado e onde além das instruções vai organizando, festas, almoços, poules de ensino, etc. O seu dinamismo está sempre posto à prova e ela não pára. Conta com o incondicional apoio da mãe que está sempre presente em qualquer evento que a Mónica organize. O Centro Hípico chama-se Flor de Lis.

FOTO 06 A - Centro Hípico Flor de Lis 1

FOTO 06 B -Centro Hípico Flor de Lis 2

Centro Hípico Flor de Lis

Autor:

José Miguel Cabedo

equitacao@invesporte.pt

QUER SABER MAIS SOBRE ESTE ASSUNTO?

Insira o seu e-mail e receba todas as novidades