Criação. 06 SET 2019

Os Cavalos de José Cid

Com ainda muito para dar em palco, como músico, como cavaleiro “reformou-se” da competição em 2014, após 40 anos ligado aos Saltos de Obstáculos. Na altura vaticinou: “deixo as pistas com saudade mas… não deixo os cavalos”.


Tempo de Leitura: 3 min

Cinco anos após estas palavras, a promessa mantém-se, agora na vertente de criador e aficionado. José Cid até pode já não nos dar música em pista, mas quem “respira cavalos” nunca consegue “desligar”. Assim tem sido com o artista, que tem conseguido conciliar a carreira musical com a criação cavalar. 

A criação não é aliás novidade. A isso se dedica desde a década de 80 na quinta que herdou do pai em Mogofores. De seu ferro, tem hoje em dia a competir, “o Ego de Clinton, a fazer 1.50m e, a nível mais baixo, a iniciar a 1.20m, a égua Hoty de Alme-Year e, com 4 anos, a Lili Von Coltaire, muito promissora, parecida com o pai (Coltaire), embora maior” referiu à EQUITAÇÃO. 

Cavalos de José Cid

As éguas mais jovens estão entregues a João Pinto de Almeida. Já Francisco Fleming de Oliveira tem montado, nos últimos anos, Ego de Clinton e com ele recebeu o prémio destinado ao melhor cavalo criado em Portugal, no CSIO de Lisboa 2019. “Como criador, foi uma alegria receber esse prémio e tenho a certeza de que, com sémen importado e uma ou duas éguas de topo, também podemos criar cavalos para alta competição. Ter muitas éguas é, na minha opinião, má ideia, pois dificilmente podemos controlar a qualidade de cavalos de desporto. Temos que ir devagar” afirma José Cid.

Com a ajuda da companheira, Gabriela Carrascalão, diz que se entretêm “a criar um poldro top por ano e depois seguimo-los nas pistas”. Para tal, estão a usar “uma única mãe, a Zaniki W e que, enquanto teve saúde, saltou e ganhou provas de 1.45m. Como semental tenho um poldro de 1 ano, filho do Epicor da Gandarinha, brilhantemente montado por António Matos de Almeida, vendido para a Suíça (e agora montado por Steve Guerdat) e ainda um poldro recentemente nascido filho de Cornet Obolensky (por Clinton). Este ano fiz uma paragem para deixar a égua mãe Zaniki W descansar.” 

José Cid 49b zaniki

José Cid, em prova, com Zaniki W

De sua propriedade, Cid tem ainda Goran Van Berkenbroek, que também se encontra com Francisco Fleming e que recentemente foi 6.º classifificado no Grande Prémio do CSN-B, realizado no Centro Hípico do Porto e Matosinhos

 

 

Fotos de competição: Nuno Pagana/Imagemedia

Autor:

Ana Filipe

anafilipe@invesporte.pt

QUER SABER MAIS SOBRE ESTE ASSUNTO?

Insira o seu e-mail e receba todas as novidades