Eventos. 28 FEV 2019

A Feira do Cavalo em Avignon

António Castro, cavaleiro e equitador, esteve na Cheval Passion e conta-lhe o que de mais importante aconteceu na edição deste ano.


Tempo de Leitura: 6 min

Realizou-se em meados do passado mês de Janeiro, na cidade francesa de Avignon, uma vez mais, durante cinco dias, aquela que é uma das principais feiras europeias sobre o cavalo, sobre a Equitação e de tudo o que com esses temas se relaciona. 

Teve lugar assim, a 34.ª edição do Cheval Passion e da gala equestre das Criniéres d’Or.

Apesar do imenso frio e de um vento forte e gelado, bem conhecido por lá, a que chamam  Mistral, e que sempre costuma soprar nesta época, nada vai impedir nenhum homem de cavalos, amador ou profissional de todo o sul de França e não só, de perder tal acontecimento.

É um evento clássico desde 1986, em que toda uma organização e a própria edilidade da cidade se empenham totalmente durante o ano anterior à feira, abnegadamente para a tornar cada edição melhor e sempre mais deslumbrante.

Cheval Passion 19 - MISEC Christelle TOMAS - Fanequin

Os números são sempre, todos os anos, em crescendo e impressionantes:

- 90.000 visitantes

- 1.200 cavalos presentes de todas as raças existentes no país

- 4.500 jovens dos diferentes liceus agricolas outras escolas da região

- 25.000 espectadores na gala equestre.

Em 2019 a organização teve o cuidado e a feliz ideia de promover as entradas, os acolhimentos e as diverções para os miúdos mais pequenos das escolas primárias e infantários que, nos primeiros dias, inundaram com a sua presença os sítios devidamente pensados para os receber.

Alguns bem minorcas, ainda de chucha na boca, por lá andavam de olhos bem abertos e felizes, sempre acompanhados, é claro, pelas professoras e “nurses”, contentes por verem de perto ou mesmo puderem tocar os cavalos e os  ponéis que expressamente aí estavam em locais específicos para que  se pudessem divertir em completa segurança.

Quem sabe, se nesse preciso momento já não estariam a ser inoculados por esse virús da paixão pelos cavalos, que todos nós, «os da arte», bem conhecemos e que num dia de amanhã muitos deles se tornem grandes entusiastas e competentes cavaleiros?

Como o povo diz: “é de pequenino que se torce o pepino” e no “semear é que está o ganho”.

Bem podia ser uma boa ideia a copiar nas feiras equestres do nosso país.

Mas voltemos à nossa feira em França.

Cheval Passion 19 - DOMINGUEZ & GREG SIMON - Fanequin

Cheval Passion 19 - ECUMAXVENDR - Fanequin

Durante todo o dia, nos 14 pavilhões aquecidos podemos encontrar toda uma palefrenália de tudo o que se destina aos cavalos, cavaleiros e muito especialmente para as cavaleiras, que em França como por todo esse mundo fora, são numa proporção de cerca de 90% mais em relação aos homens.

Depois, nos picadeiros exteriores, que existem espalhados em número considerável por toda a feira, há uma constante apresentação de todas as disciplinas e de todos os temas equestres, num esquema programado com rigor das respectivas horas de apresentação, o que permite que cada um escolha ver o tema que mais lhe interessa.  

Quanto às refeições existem uma série de opções, desde as pequenas roulotes de fast-food, com deliciosas especialidades francesas, até aos restaurantes convencionais e, por fim, todos vão passar pelo Cabaret Equestre, atracção já tradicional nesta feira, onde num vasto recinto coberto, tipo circo, no centro é montada uma pequena arena onde se exibem num show equestre quase duas dezenas de cavaleiros com os seus cavalos-artistas, uns com números mais circences, outros mais clássicos, que proporcionam um fantástico espectáculo de entertenimento.

À volta dessa arena existem uma série de restaurantes que em anfiteatro servem os seus menús, possibilitando aos clientes estarem sentados, degustando a sua refeição e, ao mesmo tempo, poderem assistir a um vasto e interessantíssimo espectáculo equestre.

Cheval Passion 19 - MISEC Roland BOSSARD - Fanequin

Cheval Passion 19 -  SPECRIOR VARGAS SHOW - Fanequin

Quem não pretende fazer uma refeição completa pode ali ficar a tomar um copo e ver também o espetáculo.

À noite, a partir das 8h30, tem lugar no enorme pavillão de eventos um outro espectáculo extraordinário, que ninguém perde: é a grande gala das “Criniéres d’Or” onde passam todos os grandes nomes do espectáculo equestre mundial.

Este ano as estrelas que mais brilharam nesses momentos inolvidáveis do virtuosismo no adestramento dos cavalos desses grandiosos espectáculos da gala foram, sem dúvida alguma, os irmãos Frederic e Jean-François Pignon na apresentação dos seus cavalos em liberdade.

Cheval Passion 19 - SPECRIOR FRED PIGNON - Fanequin 

Foram momentos de deslumbramento sem igual, com uma completa comunicação e total cumplicidade entre homem e cavalos, em que todos se compreendem e em grupo  completamente à solta, uma vintena de cavalos em liberdade executam, em plena satisfação e perfeita harmonia, todos os movimentos de alta escola que lhe são pedidos pelas ajudas quase imperceptíveis desses dois grandes mestres.

Depois o acompanhamentos desses eventos é feito por luzes deslumbrantes de teatro musical  acompanhados por uma sonoridade forte e envolvente que complementa e enriquesse em espectacularidade esses momentos.

É sem dúvida uma meca para quem tem a paixão e o gosto pelos cavalos.

Cheval Passion 19 - SHRA LUSITANIENS - Fanequin

Fotos: Fanequin

Autor:

António Castro

alcastro@iol.pt

QUER SABER MAIS SOBRE ESTE ASSUNTO?

Insira o seu e-mail e receba todas as novidades