Alimentação. 09 MAR 2018

Intoxicações Alimentares e Sintomatologia

Preocupações para criadores e /ou detentores de cavalos.


Tempo de Leitura: 5 min

Intoxicações de origem alimentar são uma preocupação para criadores e ou detentores de cavalos. Portanto, é de extrema importância o conhecimento da possível origem de contaminantes, levando a uma atuação de práticas agrícolas e de maneio alimentar mais defensivas.

Existem três grandes grupos de contaminantes, de natureza Física, Química e de origem Biológica (Tabela 1).

O consumo destes elementos contaminantes contribui para uma mudança na saúde equina, levando a sintomatologia toxicológica, podendo levar à morte.

Alimentos contaminados, estão descritos como casos principais de fertilidade e abortos.

4

Em pastos ou noutras cultivares, é frequente surgirem infestantes e plantas tóxicas na fase da instalação propriamente dita, bem como em zonas não pastoreadas ou de subpastoreio.

O risco de ingestão de plantas tóxicas aumenta quando a disponibilidade de alimento diminui. Com isto deve-se de adotar medidas agrícolas (estratégicas), de forma a remover essas toxicidades, através de cortes mecânicos (por exemplo durante a floração da infestante que queremos eliminar e antes da formação de sementes); utilização de produtos fitofármacos (aplicações de herbicidas selectivos localizados), entre outras medidas.

Estas plantas que apresentam maiores níveis de toxicidade podem aparecer de forma espontânea ou cultivada.

Plantas tóxicas de aparecimentos espontâneos são o exemplo Senecio spp. (tasna) (fig.1); Stellaria spp. (morugem branca) (fig.2); Centaurea spp.(cardo) (fig.3); Polygonum aviculare (sempre-noiva) (fig.4); echium plantagineum (soagem) (fig.5), entre outras.

2

3

Cultura de trevo Trifolium resupinatum L (trevo encarnado), quando infetadas por fungos que contêm alcalóides tóxicos tornam-se de igual forma prejudiciais para os equinos. Quando estas ou outras culturas (forrageiras/pastoris) possuem estrogénios, podem provocar problemas de carácter reprodutivo (casos de infertilidade).

O consumo de sorgo em equinos provoca infeções urinárias.

Os equinos estabulados, não têm capacidade seletiva dos alimentos, ingerindo-os apenas o alimento que lhes é fornecido. Esse provimento de alimentos à manjedoura requer o dobro de atenção sobre agentes microbianos (bolores, fungos,…), bem como alimentos com agentes contaminantes (fenos com presença de plantas tóxicas, poeiras, pedras …);

Um bom maneio e conhecimento de todas as características alimentares é fundamental, ajustando, se necessário, necessidades fundamentais de manutenção, de crescimento, de reprodução e de lactação dos animais.

 

Sintomatologia toxicológica / Diagnóstico

Os principais sintomas de toxidade são:

  • Apatia e desconforto abdominal;
  • Anorexia;
  • Debilidade muscular e coordenativa;
  • Depressão;
  • Cólicas;
  • Diarreias; Cor da urina;
  • Paralisias e Edemas;
  • Distúrbios cutâneos e de comportamento; 
  • Sialorreira (hipersalivação); 
  • Problemas reprodutivos; ...

O diagnóstico é baseado na anamnese e na presença de elementos contaminantes acima referidos, em pastagens ou noutro meio que o relacione.

O acompanhamento de um Médico Veterinário experiente e disponível é fundamental!

De uma forma muito especial quero agradecer todo trabalho desempenhado, num caso de intoxicação alimentar, a que me foi muito próximo e outros momentos que tive o privilégio de privar!

Agradeço, à Doutora Daniela Sofia Gaspar Monteiro da Cruz, por quem tenho muita consideração e amizade. Demostrando sempre, todo o seu profissionalismo.

A todos, um grande bem haja!

 

Outros artigos do mesmo autor...

MANEIO DE PASTAGENS, COM EQUINOS

Autor:

Carlos Miguel Dias Martins Maia

carlosmiguel_1996@hotmail.com

QUER SABER MAIS SOBRE ESTE ASSUNTO?

Insira o seu e-mail e receba todas as novidades